agosto 2009


Você já guardou um livro na geladeira? Eu já. Também já coloquei o pote com sobras de comida debaixo da pia; já esqueci de desligar o fogo depois de tirar a panela e só percebi quando apaguei a luz da cozinha e um brilho azulado invadiu o ambiente.

No quesito atenção deixo muito a desejar. Por conta de uma miopia linda e antiga se alguém conhecido passar na outra calçada e me cumprimentar, passo vergonha. A menos que o passante use mímica de ventilador de teto, vou bancar a malcriada e, em muitos casos, a ingrata.

Hoje no LuluzinhaCamp me superei. Cheguei com sacolas penduradas nos dois braços, a bolsa no ombro, o netbook em uma mão, caderno na outra e como não podia deixar de ser, distribuindo beijinhos porque Luluzinhas são seres carinhosos por natureza.

Mas ainda bem que Deus é pai! No afã de aliviar um pouco a tralha vi  um balcão de vidro à minha esquerda e corri para colocar primeiro o caderno e depois o resto ali em cima.

Demorei alguns décimos de segundo para perceber que o caderno havia mergulhado em um tanque de água cristalina. O lindo ” balcão”  era um aquário destampado; um recipiente para colocar plantas aquáticas, ou qualquer outra coisa que pudesse boiar, o que não aconteceu com meu caderno. Sniff!

Podia ser pior e ter atirado lá dentro o nebook do meu coração que nem pago está! Repito, Deus é pai!

Anúncios

25 de marçoDecidi que precisava de pratinhos e guardanapos de papel, garfinhos,  e velinhas já que amanhã é aniversário da Gabi, minha filhota querida. E também amanhã é dia de LuluzinhaCamp, então juntando os dois eventos….

Não existe lugar melhor pra encontrar artigos de festa do que a Rua 25 de Março e redondezas. Só que tem um detalhe: também não existe nenhum outro lugar do planeta, quiçá do universo, que junte tantas pessoas ao mesmo tempo!

A saída do metrô é no alto da ladeira, não é?! Eu saí, olhei para baixo e meudeosdocéu!!!!! Tinha tanta gente ali na ladeira, mas tanta gente, que quase desisti e voltei pra casa.

Mas sou uma guerreira e aquele formigueiro não ia me derrubar. Respirei, juntei a bolsa perto do corpo, segurei bem minha sacola reciclável e me joguei. Consegui descer toda a ladeira e seguir em frente sem ser pisada, empurrada ou insultada. Devem ser os anos de prática.

Fui na loja que vende coisas de festa e quase desisti novamente. É uma loja relativamente pequena, atulhada até a tampa (literalmente, porque eles penduram mercadorias no teto também), corredores muito estreitos entre as gôndolas e metade da população de São Paulo lá dentro. OK…foco…foco…

Achei o que queria e pra falar a verdade nem fiquei comparando preço já que não ia conseguir mesmo fazer pesquisa e comprar na loja mais barata. A fila do caixa dava volta na loja (literalmente outra vez), os clientes precisavam pegar coisas que estava nas gôndolas do lado da fila, era um tal de licencinha, licença, licencinha, dá licença….Ok…foco…foco Quando consegui pagar e sair foi uma vitória olímpica! Merecia pódio…

Ia voltar em direção à estação do metrô, mas uma vitrine chamou minha atenção: umas bijoux super na moda e com preços bem acessíveis,  duas coisas que somadas fazem meus olhinhos brilharem.  Sou moça simples, e não gosto de pagar luxo de shopping comprei colares, tiara, flores para usar no cabelo, brincos, broches e uma bolsa de couro lindona. Na hora de pagar quase enfartei porque pensei que tivesse perdido o cartão de crédito. Ok, foco…

Depois lembrei que precisava de um abridor de latas. Atravessei a rua e de novo loja lotada… Ok…foco…foco…Acabei comprando abridor, tijelas de vidro com tampas de plástico para guardar comida na geladeira, uma espátula de nylon que aguenta temperaturas até 200º ( a que eu tinha derreti na frigideira) e uma cestinha para guardar pregadores de roupa.

À essa altura estava com minha sacola reciclável cheia em uma das mãos e na outra 2 sacolonas de plástico. Odeio sacola de plástico; parei no camelô vendedor informal adquiri uma legítima e enorme  sacola de camelô vendedor informal, com estampa da Betty Boop, soquei tudo lá dentro e subi a ladeira feliz da vida, rumo ao metrô.

Tenho que reconhecer, aquela muvuca pode ser irritante, mas ô lugarzinho bom de fazer compras!

anilza-leoniNo século passado, as musas eram moças voluptuosas, bem fornidas, com cintura fina e quadril largo.

O jornalista Sérgio Porto, entre o início dos anos 50 e final dos 60, usando o pseudônimo de Stanislaw Ponte Preta publicava uma lista de vedetes (bonitonas com pouca roupa) com nomes como Virginia Lane, Mara Rúbia, Brigitte Blair e Carmem Verônica. Essas eram as moças que os maridos admiravam às escondidas.

Nara

Com a Bossa Nova veio um novo tipo de musa, uma coisa meio que entre o conceitual e o concreto, com lugar para Helô Pinheiro – a Garota de Ipanema, e Nara Leão, unanimidade nacional no quesito joelhos.

Depois, ou simultaneamente, não sei, apareceram as musas da Playboy: mulheres magras,esguias, com seios grandes e pernas infinitas, bem no modelito americano.

Os homens compravam a revista e, caso fossem flagrados com  um exemplar, explicavam que estavam lendo o artigo  sobre carros, vinhos, aparelhos de som, ou qualquer outra besteira que

Farrah

conseguissem inventar na hora. A minha coelhinha/pantera preferida foi e sempre será Farrah Fawcet .

Aqui no Brasil, uma brejeirice verde-amarela e  um pouco mais de bunda foram acrescentados ao tipo padrão. Muitas vezes a photoshopagem rola solta, mas isso também acontece em revista de moda chic então deve ser uma coisa, digamos, editorial.

Ultimamente uma nova espécie de musa tem aparecido nas revistas dirigidas ao público masculino: a musa nerds geek da Internet. Moçoilas que publicam blogs, tem milhares de seguidores no Twitter, perfil no Orkut, Facebook etc, estão aparecendo mais ou menos vestidas e em pose sexy para deleite de muito marmanjo. A popularidade conta pontos: em 140 caracteres é possível dizer que Fulana de Tal apareceu na Revista Tchãrãran e os fãs replicam a mensagem inúmeras vezes. Uma ou outra foto do editorial “vaza” e alguém publica no Flickr aguçando a curiosidade.

A primeira vez que vi alguém falando das lindonas do mundo virtual foi em um blog (sempre eles) que listava algumas garotas com as fotos e pedia para a pessoa votar na sua predileta. Daí para as revistas foi um pulinho, o que prova a força da nets e dos nerds e o oportunismo das editoras, né minha gente!

Portanto querida amiga, se você é baixinha ou altinha, gordinha ou magrinha,pancinha de cerveja, com muito peito ou uma tábua, bunduda ou sem bunda, loira, morena, perninhas tortas, pé feio, vesga, pele ruim, e outros defeitinhos, não perca as esperanças. Pode ser que na próxima onda seu tipo seja valorizado (e sempre existe o photoshop) e daí você se joga e vira musa. Simples assim.

lady DiTem festa de casamento que envolve logística de Dia D.

Um canal da TV paga apresenta um programa que mostra esses mega eventos lá nos Estados Unidos. As noivas contratam  pessoas especializadas que  ficam aproximadamente um ano planejando, contratando outros profissionais e descolando um lugar para realização da cerimônia e da recepção.

O narrador do reality show diz que “é uma festa onde dinheiro não é problema” e vai informando mais ou menos o preço do buffet, da decoração, do florista, do vestido, da locação, etc.

Em um dos programas o valor ultrapassava os 300 mil dólares. Uma simples florzinha que ia ser colocada sobre os guardanapos custava 70 dólares cada uma. Ok que era uma orquídia, mas será que só floresceriam a cada 50 anos? E em estufas instaladas no Himalaia e cuidadas por monges cegos?

Fiquei sinceramente bestificada ao ver tanto dinheiro gasto em uma festa. É bonito dizer que o colar que você está usando vale 250 mil dólares? Se fosse aqui a moça seria mais cuidadosa com essa informação…

O mesmo canal mostra outro programa, o Noivas Neuróticas,  onde  doces e românticas noivinhas se transformam, às vésperas do casamento, em monstros cruéis. Nem sei como alguém se casa com elas depois de tomar conhecimento dos xiliques e das grosserias. Deve ser amor né?! Ou medo de processo por desistência do compromisso…

Como não sou bilionária nem tenho gênio ruim, o que quero mesmo, caso venha a me casar novamente, é entrar na igreja dançando uma coreografia pop. Um vídeo que já foi visto mais de 21 milhões de vezes me serve de inspiração.

A única coisa que preciso é arrumar logo um noivo disposto porque, se demorar muito, o reumatismo pode impedir a escolha de coreografias mais fogosas.

14684Proponho que 20 de agosto de 2009  seja marcado nos calendários  como o Dia da Vergonha Petista!

Posso dizer isso com absoluta convicção porque fui petista de primeira hora, acreditei no Partido dos Trabalhadores, confiei em Luis Inácio da Silva (desde quando “Lula” ainda não fazia parte de seu nome), me filiei ao partido, votei em seus candidatos desde o início, fiz campanha, discuti com muitos amigos para defender as idéias, fui na passeta pelas Diretas Já! toda orgulhosa com a estrela vermelha no peito, acreditei piamente no discurso da Ética contra a Corrupção e nas propostas de mudança. Fui uma petista de coração!

O senador Flávio Arns ( PT-PR) afirmou: “Tenho vergonha de estar no PT”  e  digo : Eu também senador… eu também. E tem mais, estou em pior situação que o senhor porque não ocupo cargo político e não tenho voz para influir em nada! Seus colegas petistas não fizeram uso da voz que têm. Estão todos calados e acomodados .

Irei procurar a forma de me desfiliar porque não vou apoiar a latrina a contradição que o partido se tornou. Tenho vergonha! Aliás uma vergonha que transbordou no momento em que vi Lula e  Collor juntos na primeira página dos jornais.

O senador Aluizio Mercadante (PT-SP com 10 milhões de votos),  ameaçou deixar o cargo de líder da bancada petista no Senado porque não concordava com a posição do partido diante da atual crise, mas recuou depois de receber uma carta de Lula e continuou lá, mesmo se declarando frustrado.  Parece que  Mercadante não teve coragem de enfrentar o presidente da república.  Talvez eu esteja fazendo um julgamento errado, mas para mim, faltou fibra ao senador Mercadante (e à seus pares).

A senadora Marina Silva, contra a qual nunca se levantou nenhuma denúncia em quase 30 anos de partido, não ameaçou – simplesmente saiu. Quem mais? No PT apenas o silêncio ou as declarações deselegantes do presidente Lula que despreza publicamente a contribuição dada ao partido pela senadora Marina e pelos eleitores  que o colocaram lá.

A “teoria da conspiração” não pode mais  ser usada pelos defensores do Partido dos Trabalhadores como desculpa diante dos fatos. Acredito que as denúncias contra o senador José Sarney não foram inventadas  apenas para gerar manchetes e vender jornal. Não parece também “intriga” da oposição.

O  senador Sarney foi acusado de sonegação de impostos, de favorecimento à familiares, de ter se beneficiado de informações obtidas pela Polícia Federal, de desvio de verbas públicas através de uma fundação que leva seu nome, e de atos secretos no senado para criação de cargos e aumento de salários.

Se ele é inocente, nada mais acertado do que deixar que as denúncias fossem investigadas para provar, de forma cristalina, essa inocência. Se ele é culpado e está saindo ileso, o Conselho de Ética do Senado está dando seu aval para todo e qualquer tipo de ilicitude que se queira cometer.

Se o senador Sarney estivesse realmente compromissado com a apuração da verdade, teria renunciado ao cargo de presidente do senado e incentivado as tais investigações para sair delas fortalecido e com a reputação limpa. Não foi essa a atitude do senador. Porque seria?

O que o senador fez foi agarrar-se ao cargo, fingir que não estava preocupado com a crise. Hoje um jornal de circulação nacional publica um artigo assinado por ele atacando a existência do Conselho de Ética. Usa como argumento principal que são  parlamentares julgando parlamentares o que impediria a isenção no julgamento.  Se isso fosse verdadeiro todos os conselhos de ética deveriam deixar de existir.  Aliás, muita gente adoraria…

Aparentemente para manter o apoio do PMDB na  campanha ( na minha opinião natimorta) da Ministra Dilma, o Presidente da República  Luis Inácio Lula da Silva se aliou a Sarney e interferiu no voto dos senadores petistas  mandando que votassem pelo arquivamento das denúncias. Foi obedecido. Parece-me que o preço à ser pago será alto demais para todos os envolvidos.

O descrédito que sinto não pode ser só meu. A desilusão não pode ser só minha. Cedo ou tarde os eleitores se manifestarão e duvido que continuem apoiando o Partido dos Trabalhadores ou o presidente Lula.

Eu me declaro ex-petista!

guarda inglesSou uma lagartixa curiosa e com um inglês sofrível e daí procurando outro dia no dicionário para ver se havia alguma tradução além de Dia Verde para o nome da banda que ouvia, achei um monte de significados para a palavra green: hortaliça, vegetais, verdura, folhagem, relva, ou cobrir de verde, esverdear, brotar,  ou ainda, arborizado,verde e gramado.

Decidi que o nome deles é mesmo Dia Verde porque aí tem um certo sentido não é? Melhor que Dia Vegetal, Dia Hortaliça…  Foi quando na minha lagartixice habitual, desembestei comecei a divagar.

E se as pessoas dedicassem um dia para fazer  uma coisinha qualquer e dar uma colorida no nosso mundo? E se o todos os habitantes da Terra tirassem um dia de suas vidas para semear, plantar e colher idéias que nos ajudasse a superar a ameaça de desertificação que está aí pra quem quiser ver? Lembrei que já existe o Dia do Meio Ambiente e que muita gente está preocupada com a preservação da natureza, mas parece que ainda não o suficiente.

Quem aponta para os problemas ambientais mostrando o perigo que o planeta corre, é quase sempre chamado de xiita ou de alarmista, e toda vez que chamam um ambientalista de xiita tento entender a quais interesses aquele “perigoso” ser está ameaçando. Precisamos alimentar as populações é óbvio, porque se todo mundo morrer de fome quem é que vai ver as árvores e flores, quem vai desfrutar do ar puro, quem vai ver o azul do céu?

Será que não tem jeito de ser forte e saudável, respirar ar puro e comer alimentos saborosos, muito diferentes das mangas sem gosto e dos morangos ocos e fingidamente vermelhos que compro no supermercado e, ao mesmo tempo  menos agressivo com a natureza?

Enquanto sonho posso ver pela minha janela o grupo de trabalhadores cortando, sem dó nem piedade, os galhos da árvore antiga e frondosa que fica ali no canteiro central da avenida e que, segundo pude entender, atrapalham a visão dos motoristas, escondem o sinal luminoso da esquina, atrapalham a iluminação, etc.

Os galhos  caem na avenida numa poda rigorosa e ao final a linda árvore fica com cara de guarda do Palácio de Buckingham: orgulhosa, alta, magra, esticada e com um tufo na cabeça.

P.S.: Dia 8 de agosto começam as inscrições para o Festival de Cinema no Rio de Janeiro, dessa vez  abraçando a causa ecológica, com o Green Nation Fest    que promove um concurso cultural dando uma viagem à Fernando de Noronha para quem escrever a melhor frase para a Terra. Já é um começo!


JornalGRIPE SUINA – PRINCIPAIS SINTOMAS

– Alô!  Chefe tô com dor de garganta e uma febrinha de 39 graus. Por isso que me atrasei pra reunião chatésima e inútil , mas daqui a pouquinho eu chego, tá?!

– Não, não. Aproveita que é sexta feira e tire o dia de folga. Essa gripe tá pegando todo mundo…

(desligo o telefone com um sorriso de orelha à orelha e vou pro cinema)

” NÃO É PROBLEMA MEU, NÃO VOTEI NO SARNEY” – diz Lula

– Nem eu! Políticos de ##!@$%¨&%$##@@!@

COFRES PÚBLICOS BANCAM 63% DO ATHINA ONASSIS – Elitizado, concurso de hipismo recebe investimento de R$ 9,5 Milhões dos governos municipal e estadual do Rio.

– Tão pobrinha! Ela, o Caetano, o Itaú Cultural, etc. Depois ficam por aí falando que a Lei permite e talz…

NOMEAÇÃO DE SUPOSTO NAMORADO DA NETA DE SARNEY SERÁ ALVO DE NOVA DENÚNCIA AO CONSELHO DE ÉTICA

– Essas e outras denúncias contra os Sarneys tomaram conta do notíciario político nas última semanas. Para maiores esclarecimentos ouça as gravações feitas pela Polícia Federal:

COM NOVA ONDA DE DENÚNCIAS, FAMÍLIA SARNEY RETIRA O NOME DE ALIADOS DE LOGRADOUROS PÚBLICOS NO MA

Se vivessemos no antigo Egito,  o nome de Sarney, seus familiares e de todos os seus apaniguados seriam apagados à marteladas e golpes de cinzel de todo e qualquer lugar para que caíssem no esquecimento eterno. Depois falam que sou old fashioned!

CRIMINOSOS ATIRAM CONTRA BOMBEIRO NO RIO, MAS MEDALHA DEVIA BALA

E eu que pensava que isso só acontecia em filmes de quinta categoria, mas aqui a vida imita a arte com perfeição e produz, no meio de tanta lama, uma notícia boa.



Próxima Página »