caféOs dias mais frios  favorecem meus neurônios e, em baixas temperaturas , os três trabalham firmes e em harmonia fazendo lembranças estranhas aparecerem do nada. Assim, com minha xícara de chá quentinho entre as mãos comecei a pensar nas surpresas e nas certezas das últimas semanas.

Susan BoyleComovente e com uma voz de anjo, perdeu o concurso para um grupo de dançarinos frenéticos e sem novidade, movidos à música eletronica. Um dos versos da música que ela apresentou se revelou profético: “E agora a vida matou o sonho”. Será que o público cansou da excentricidade da escocesa? Ou prefere mesmo aquilo com que pode lidar? Isso foi surpresa !

Adam LambertPerdeu o concurso para um sem gracinha chamado Kris Allen, bom moço, sonso e humilde. Boatos deram conta de que houve um movimento das igrejas conservadoras americanas para impedir a vitória de Adam que seria homossexual e, portanto, um pecador merecedor das profundas dos infernos e não dos píncaros do sucesso. Nenhuma surpresa. Surpreendente seria um cantor belíssimo, com maquiagem pesada, postura dramática e alguns tantos trejeitos vencer um programa que teve até Suri Cruise e sua protetora mamãe na platéia.

Menina Maisa –  explorada e humilhada no programa do lamentável Silvio Santos que achou muitíssimo engraçado os gritos de pavor da menininha. Para aparecer no tal programa transformaram Maísa num pobre clone de Shirley Temple, com cachinhos forçados e vestidinhos de boneca. Esse abuso contra uma criança, que fere o Estatuto da Criança e do Adolescente,  foi transmitido em rede nacional e ajudou muito a alavancar a audiência do programa. Alguma surpresa nisso?

Diploma de Jornalista – O STF – Supremo Tribunal Federal decidiu por 8 votos a 1 que não precisa mais de diploma para exercer a profissão. Muita gritaria, muito protesto por parte dos que gostam de defender o corporativismo e aproveitam a oportunidade para desdenhar de outra profissão que talvez considerem inferior. Os argumentos mais sensatos lembram que o talento para comunicar-se independe do diploma; dizem que a pluralidade de conhecimentos enriquece a notícia ou a reportagem.  A maioria esqueceu que a exigência do diploma de jornalista veio através do decreto-lei 972/69, editado em pleno período de ditadura com o único motivo de cercear, vigiar e punir. Alguma surpresa nesse país sem memória?

Eleições Iranianas – O resultado das eleições mantendo o  conservador Ahmadinejad no poder levou o povo iraniano às ruas. A polícia surge para dispersar os manifestantes oposicionistas, como era de se esperar, e é uma cena surrealista aqueles camburões  despejando  policiais acompanhados por dezenas de motos chegando em filas paralelas trazendo mais polícia.  Um vídeo terrível percorre a internet mostrando o momento da morte de uma jovem que ao que parece nem estava participando dos protestos. Ver as imagens requer estômago forte e coração de pedra para não chorar. Não canso de me surpreender com a estupidez humana.

Comecei com pensamentos leves e acabo com um pesadelo nas mãos. Que me desculpem os eventuais leitores por esse final inesperado; me desculpem também os vários links, mas é que tem coisa que a gente só acredita vendo! Como diz a canção que Susan Boyle canta tão bem, a vida matou o sonho…

Anúncios

Estava aqui vendo um daqueles programas de transformação, onde a pessoa entra um jaburú  feinha e mal vestida e sai um cisne  quase uma top model, quando lembrei de uma frase que meu tio dizia: “o mundo gira e a Lusitana roda…”.

Era o comercial da transportadora, mas sempre achei o pensamento muito profundo. Acredito piamente que seja uma alusão ao fato de que nada é imutável, tudo é mudança (baixou em mim o espírito do Imperador).

Susan BoyleSusan Boyle (de novo ela) mudou o visual e, de ” quarentona ridícula e de aparência desleixada” de quem muita gente riu, passou para cantora respeitada, bem vestida na opinião de quem acha que paletó de couro e acharpe fazem milagre,  e musa inspiradora para o roteiro de um filme. Simon Cowell não dorme em serviço gente!

 Imagino que o enredo do tal filme  mostrará uma história de luta e superação tão ao gosto dos americanos. Material é que não falta: solteira aos 47 anos, moradora de uma pequena cidade, cuidou da mãe doente durante muito tempo; ao nascer sofreu com falta de oxigenação, o que causou um ligeiro distúrbio cerebral. Daí é só chamar a Merryl Streep para o papel principal (que pode ser o de Susan, o de sua mãe ou até o de Simon) e o Oscar está garantido.

Ronaldo ou Ronalducho , antes conhecido como Ronaldinho (até aparecer um outro – o Gaúcho),consertou os dentes, mudou o penteado, foi pro Corinthians e voltou a ser o herói das multidões.

Está fazendo gols sensacionais, levando a torcida ao delírio e deixando os cartolas felicíssimos porque quanto mais gols mais patrocínio, mais dinheiro em caixa.

Ninguém mais se lembra dos travestis no motel, das noitadas com o mulherio em boates ou do casamento com a Cicarelli no castelo francês. Os vexames ficaram no passado e agora é só sorrisos e “partir pro abraço”! Também poderia virar filme pois “material humano” é o que não falta.

 DilmaA Ministra Dilma Rousseff, antiga militante do grupo guerrilheiro VAR-Palmares, mudou  na fisionomia, mostrando o poder de mutação do “Poder”. Dilma

Só não mudaram os dedinhos afoitos que ela faz questão de levantar em posições diferentes e bastante elucidativas. Os óculos  parecem ser os mesmos; o modelo do paletó idem. Pensando bem acho que ela, só mudou de agremiação política.lula-e-marisa3

Como ela, o presidente Lula e dona Marisa Letícia também deram um salto de glamour e deixaram para tras a imagem da Galega e do Metalúrgico.

Enfim, é como dizia meu tio: o mundo gira e a Lusitana roda…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais de 30 milhões de pessoas já acessaram o Youtube para serem surpreendidas e verem a cara de surpresa do Simon Cowell e a sem-gracice dos outros jurados, cujos nomes ignoro, em um show da TV inglesa.

Tudo graças à apresentação de uma mulher em um show de talentos. Pelo exemplo que temos no American Idol (que passa aqui  no Brasil), os participantes precisam ter algum talento é óbvio, mas uma bela estampa também deve ajudar muito. Entretanto, no show Britain’s Got Talent acho que eles não pré-selecionam com critérios de beleza; parece que qualquer indivíduo pode ir lá e se apresentar, mas essa é minha impressão e nem sei se é verdade, então relevem.

Susan BoyleA pessoa que está levando tanta gente ao Youtube é  Susan Boyle, a moça aqui ao lado. A candidata entra no palco e parece a tia ou a mãe de qualquer um, principalmente se esse um for ingles ou escoces.

Um dos jurados ergue a sobrancelha, o outro franze o nariz; a mocinha “anos 60” que está na platéia se achando linda  balança a cabeça e comenta algo com a amiga. Isso tudo até a mulher abrir a boca pra cantar I Dreamed a Dream do musical Les Miserables. Daí para a frente o que se vê é um arregalando os olhos, outra abrindo a boca, outro com um ar incrédulo pregado no rosto, e a platéia extasiada e com lágrimas nos olhos.

Infelizmente não é possível incorporar ao post o vídeo com a apresentação dela ,  mas quem quiser ver basta ir ao YouTube e colocar o nome lá: Susan Boyle.

Com Susan mais uma vez somos obrigados a nos lembrar da frase: não julgue um livro pela capa.

Aproveitando a oportunidade de dar um tapa no preconceito e nos julgamentos apressados aqui vão mais alguns exemplos:

Elaine Page, a cantora que inspirou Susan, se declarou comovida com a interpretação  e totalmente convencida de seu talento

Etta James

Ella Fitzgerald

Diva Plavalaguna

Mahalia Jackson

Amy Winehouse

 E para encerrar, um romance que rompeu com os estereótipos de feio ou bonito:Camila e Charles

 

 

 

 

 

 

 

Tá bom ou precisa mais?