Por volta de uma da madrugada toca o telefone.

Atendo preocupada porque nesse horário as pessoas só ligam para duas coisas: convidar para a balada ou contar notícia ruim; ninguém vai me ligar tão tarde para um papinho amigável. Já que não sou baladeira, resta notícia ruim…

– Alô

Uma voz de bêbado: Jú?!!!!

– Não senhor. O senhor se enganou…

Hummm…Click.

Toca de novo. E o bêbado mais bêbado ainda:

– Júúúnhnun?!!

– Não. O senhor está ligando número erra..

Click.

Dez horas da manhã. Estou lavando roupa (no tanque porque a lavadora quebrou), os pedreiros estão pondo minha cozinha abaixo e o gato resolveu miar feito um doido porque quer que alguém abra a torneira para ele beber agüinha fresca e corrente.

– Alô!

– Alô, eu gostaria de falar com a dona da casa.

– Quem está falando por favor?

– A senhora é a dona da casa?

– Olha meu senhor, estou muito ocupada então me diga, por favor, quem é  e o que quer.

– Ahhh. Perdi a vontade de falar com a senhora…Click

Acho que em alguma outra encarnação devo ter furado muito olho de passarinho.

Só isso pode explicar gente tão idiota ligando aqui em casa. Ou será que é falta de educação mesmo?