Ando super ocupada com a tal reforma dos móveis (maldita hora que eu resolvi começ…), trabalho, casa, etc, e fiquei sem tempo pra escrever.

Mas hoje, véspera de eleição, me deu vontade de parar tudo e passar à limpo algumas idéias. Meio que um desabafo ou um desengasgo sabe?

Que eleições são essas aqui em São Paulo?  Quem são esses candidatos afinal? Em quem votarei? Votarei??

Numa análise meio rápida e superficial temos:

1) Marta Suplicy  que muita gente adora chamar de puta, sei lá porque. Avalio que seja por conta do machismo brasileiro que faz com que mulher em destaque “só pode ser puta mesmo” já que nunca soube que a moça tivesse exercido a profissão em algum momento. Sei que ela foi esposa do Suplicy, é mãe do Supla roqueiro e do outro músico que não lembro o nome e teve um programa de televisão, nos idos dos anos 80 creio, onde atuava como sexóloga, moderníssima profissão para a época; daí divorciou do Suplicy e casou com  aquele argentino estranho, e nesse meio tempo foi prefeita aqui da cidade.

O que a Marta fez enquanto prefeita? O Bilhete Único que é bem legal; acho que fez também umas coisas voltadas para a infância lá na periferia, and….?????? Concluo que beneficiou trabalhador e criança. OK

2) Gilberto Kassab desse não sei nada da vida particular mas lembro da Lei Cidade Limpa e do xilique contra um protestante (não a religião gente) lá num posto de saúde. Lembro também que ele emagreceu muito e que ninguém votou nele mas o sujeito se elegeu na cola do outro que renunciou. Então ele deixou a cidade mais bonita. OK.

3) Geraldo Alckmin, ou Picolé de Xuxú (José Simão) de cuja vida sei que é casado com Dona Lú que ganhou e depois desdenhou uns vestidinhos de um costureiro, é pai de uma moçoila que trabalhou (ou trabalha) na Daslu, empresa acusada de contrabandear/subfaturar roupas de grifes internacionais. Aqui uma dúvida: quando estourou o escândalo da Daslu a filha do Alckmim pediu demissão ou continuou lá vendendo coisas supostamente contrabandeadas? Não consigo lembrar de nada que ele tenha feito quando foi governador do estado.

4) Soninha. Essa foi (ou é) vereadora de S.Paulo, anda de bicicleta e acho que é simpatizante da liberalização das drogas e assumiu que fumou maconha, se não me engano, ou esse era o Gabeira?. O que mais?? Niente!

Sempre penso que a vida particular de um candidato não pode nem deve ser separada de sua vida pública porque se for honesto e correto de bermuda e chinelão, existe grande chance de o ser também de terno ou tailleur. Questão de formação e caráter. Para muita gente “todos roubam, uns mais, outros menos” e quem não rouba “deixa roubar”. Triste imagem de nossa classe política.

Continuo na dúvida: Em quem votarei? Votarei?? Será que essa gente toda não fez nada de relevante ou eu que sou mal informada e preciso ler mais?

Melhor voltar para meu móvel e correr aproveitar o sol que está aparecendo para dar mais uma camada de tinta.