agosto 2008


Segunda feira, típico dia desse inverno em São Paulo. Calor ameno, céu azul com nuvenzinhas brancas, nenhum prenúncio de chuva ou frio. Saio animada para ir ao supermercado aikiprogramabesta já que minha geladeira estava com eco de tão vazia.

Vou feliz e contente, quase saltitante porque lindas tardes ensolaradas são meu cenário predileto e presto atenção especial em tudo.  Uma linda árvore florida (sim aqui no bairro ainda existem árvores minha gente); uma moça simpática passeando com um cachorro lindão; um senhor de meia idade que passa e deixa o rastro de um perfume delicioso.

Adoro perfumes desde que não sejam adocicados e nessa segunda feira em especial, parece que todo mundo resolveu ficar cheiroso e vou desfrutando o prazer de sentir aromas pelas ruas. No supermercado exerço meu lado perdigueiro e cheiro mangas, melões, melancias e mexericas sem nenhum constrangimento, mesmo que a perua senhora do lado me olhe esquisito. Saio com minhas comprinhas e continuo feliz e saltitante, um pouco menos é claro, porque agora carrego uns 5 kilos em cada mão, mas continuo sorrindo.

Sem mais nem menos sou expulsa desse musical de quinta categoria e jogada na realidade mais abjeta. Um grupo de moradores de rua largados num canto da calçada exalam um perfume bem diferente. É o cheiro da miséria, do abandono e do desprezo com que essas pessoas são tratadas. Sinto medo e apresso o passo. Afinal eu estava rindo de que mesmo?

Anúncios

Dia desses caminhando na hora do almoço aqui pelo bairro bairro tive a atenção voltada para a moça que ia um pouco mais à frente. Baixinha e magra o que gritava era sua indumentária: uma calça-bermuda ou bermuda-calça de cintura alta, com o comprimento um palmo acima dos joelhos; jaquetinha curtinha parando ali pelas omoplatas; meia preta fio 40 e sapato salto baixo.  Achei o conjunto da obra bem estranho, mas eu não entendo nada de moda. 

Quando passei ao lado da esquisita, surpresa!!!  Beirava os 40 e tantos anos, muito próxima dos 50 o que fez o ridículo ser elevado ao infinito, já que nessa idade as pessoas tiveram um tempão pra aprender não é?! ! Fui cuidar da vida com um pensamento cristão: tadinha, deve trabalhar em uma produtora de cinema, loja de shopping algum lugar que exija uma roupa mais arrojada e eu que sou desinformada e não entendo nada de coisas fashion…

Semanas depois saio em busca de uma calça jeans porque as duas que tenho já estão à beira do abismo. Entro entusiasmada em uma loja bacaninha, com uma vitrine bonita e vou em direção á vendedora com um sorriso simpático (o dela e o meu).

– Bom dia! Eu estou procurando um jeans. Queria ver se vocês têm algum que seja com a cintura no lugar normal, um pouquinho abaixo do umbigo.

– Vou ver. É pra senhora? Qual seu número? Eu falo e imediatamente percebo o olhar de dúvida e desprezo naquele rosto antes simpático

Minutos depois a moça volta com uma pilha de calças e esperançosa vou desdobrando uma por uma.

– Errr…moça, essas 25 todas são de cintura baixa, todas tamanho P. Não posso vestir isso, já passei da idade e meu tamanho é G. Aliás acho que ninguém fica elegante numa coisa dessas né?! (sorriso amarelo, o dela e o meu).

Depois de entrar em dezenas de lojas, ver centenas de calças, meu entusiasmo inicial murchando à cada novo modelo, caio em total desanimo. Descubro no site de Glória Kalil que além das cinturas baixíssimas (lindas na Jennifer Lopes) mostrando o cofrinho ao menor movimento a outra tendência desse ano são as calças com cintura altíssimas, aquele treco abominável dos anos 80, se não me engano. Me pergunto mais uma vez para quem será que esses estilistas e fabricantes vendem. Quantas Giseles temos em São Paulo com 3 metros de pernas para envergar tais criações cuja cintura chegam quase abaixo do busto estilo santropeito e com fileira de enormes botões de cada lado da inexistente barriga ?

Parece que a proposta do mercado continua sendo fabricar roupas naquele molde pra mulheres magérrimas, altas e sem bunda. Repasso mentalmente quantas mulheres, jovens ou não, conheço e que se enquadrem nesse perfil: uma. Mesmo as brasileiras magras possuem em sua maioria um belíssimo derrière e não dá pra eliminar isso com dietas, malhação ou lipos.

As roupas em tamanho normal são difíceis de achar e quase sempre proporcionam o visual “tia véia” ou “evangélica conservadora”. Parece que à nós mulheres comuns, está destinado o inferno fashion. Ser baixa e/ou acima do peso, ter uma altura mediana, ter bunda, ter pneuzinhos , não ter mais 15 anos e não gostar de tecido sintético é pecado mortal.

Com licença que vou ali preparar meu banho de água benta.

E a chuva continua, mais forte ainda….(Chove lá fora, Elizeth Cardoso, composição de Tito Madi) e eu aqui sem ter muito o que fazer continuo a divagar sobre as coisas da vida.

Tem coisa mais inútil que uma mensagem eletrônica não-solicitada enviada em massa Span ? Senhoras e senhores, respeitável público, se eu acreditasse um pouquinho em tudo que recebo e tivesse um pênis, ele seria o maior do planeta. Aliás o meu e o de zilhões de outras pessoas pois era só comprar e receber em minha casa uma daquelas coisas anunciadas nos vários “Enlarged your pennis” que recebo semanalmente. anotação mental: quem foi o demônio que inventou essa mensagem? Preciso treinar meu inglês…

Seria também uma pessoa absolutamente realizada, feliz e contente com minha “farmacinha” particular abastecida a preço de banana ops com os vários medicamentos desenvolvidos para proporcionar uma impressionante ereção mandadores de span gostam desse assunto por horas (caso fosse um guapo mancebo, ou não, vai saber!); emagreceria sem dietas; dormiria o sono dos justos e adicionalmente numa espécie de bônus, conquistaria -exalando um cheiro irresistível – o grande e definitivo amor da minha vida com a aquisição imediata de feromônios testados e aprovados em estudos científicos realizados na Europa.

Teria minha situação jurídica normalizada perante a 13ª Vara do Ministério do Trabalho; meu nome brilharia imaculado no SPC; acabaria com a imensa saudade que sinto de meus velhos antigos amigos de faculdade vendo as fotos enviadas; no quesito fotos poderia também relembrar aquelas férias inesqueciveis bastando clicar o link que a Denise me envia constantemente, ou num momento de horrível revelação, teria a prova de  que a pessoa que amo está me traindo.

Num registro mais ternura acompanharia a vida dos pandas através de fotos e vídeos; faria novos amigos adicionando suas páginas de Orkut; ficaria sabendo que alguém me ama através do recebimento de um cartão virtual e se quisesse algo mais sexy e ousado veria a Scarlett Johansson (antes era a Feiticeira) de lingerie anotação mental:poderia ser o George Cloney? claro que sem lingerie nenhuma!

Sendo uma profissional sempre antenada compraria CDs da biblioteca jurídica mesmo não sendo minha área de atuação; faria cursos de aperfeiçoamento aprendendo tudo sobre permacultura, como assar pães em forno de barro, como conseguir ganhar muito dinheiro sem sair de casa e trabalhando apenas duas horas por dia tomara que não envolva prostituição nem drogas; nas férias faria a viagem de meus sonhos por um precinho camarada; teria cópia fiel de um Rolex e muitas outras coisas indispensáveis.

Tudo ao alcance de um simples click!!! Por todos os deuses, o que estou esperando?!

Finalmente começou a chover em São Paulo.  Como sempre a agenda de alguém lá em cima deve estar um tanto confusa hello porque primeiro deixa passar um montão de tempo na mais completa secura complicando a vida de quem tem problemas respiratórios e das plantinhas em geral; depois faz chover tanto, mas tanto, que derruba árvores, causa inundações, desabriga um monte de gente e por aí vai. Mas enfim, como diz uma amiga minha toda vez que reclamo, precisa chover de vez em quando. Vou repetir: de vez em quando! se liga, por favor, e sem exageros.

Sem poder sair pra fazer nada devido ao dilúvio à chuva, a opção depois de acabar de ler meu gibi do Batman um clássico da literatura mundial, Batman Tempestade de Sangue (Edição Especial do Colecionador) resta a televisão, essa companheira sempre presente, que na maioria das vezes fica ligada enquanto leio, costuro, escrevo, falo ao telefone, etc, ou seja, vira radinho, som ambiente. Mas verdade seja dita sou uma atenta telespectadora de comerciais e alguns são inesquecíveis como, por exemplo, Facas Ginsu e meias Vivarina,  dos primórdios do 1406.

Dia desses estava lá, assistindo ao intervalo comercial quando minha atenção foi despertada para o ninho de mafagafo cabelo da moça do Vanish. Gente o que é aquilo? Que espécie de peruca é aquela? Parece um bicho morto repartido ao meio e assentado na cabeça da coitada. Até as perucas usadas no novo comercial da Bom Bril são melhores, apesar desse comercial ser um tantinho preconceituoso, ou será que só eu que achei que a loira lava cristais e a negra moreninha limpa chão?

Com a falta do que fazer e a chuva insana Pensando nos comerciais mais recente ou nem tanto, vem à lembrança o “cocô no banheiro do Pedddrrrrriiiiiioooooo” que é simplesmente abominável, de mau gosto, ridículo  mas acho que tudo já foi dito sobre esse .

Os melhores por enquanto, são os comerciais da cerveja Bavária com aquelas pessoas repassando as informações do modo que entenderam e chegando à conclusões totalmente non-sense e aquele de um site de vendas onde uma lambreta scotter amarela corre aflita pela cidade para chegar à tempo de impedir um casamento.

Outro que chamou minha intenção foi o da joalheria…hummm… errrrr…. como é mesmo o nome? com a Gisele tão linda que ofusca tudo o mais. E voltando ao 1406, não entendo como foi que consegui viver até agora sem aquela escada que dobra, redobra, tridobra, vira andaime, ou sem aquele cortador de batatinha, ou sem aquela mangueira para jardim fantástica!!!! Melhor desligar a TV antes que minha total falta de noção me leve à falência.

Cena3 – Srª Gerimun desesperada e sem conexão com a Internet, liga para o telefone 4004-7777 (ligação paga)

  Obrigado por ligar para a NET. Se você estiver tendo um problema técnico digite 1; se você quiser falar sobre sua fatura ou seus pagamentos, digite 2; se você quer comprar jogos de futebol, peiperviu ou novos serviços, digite 3; para falar sobre outros assuntos digite 4.

– Digito 1…

– Entendi, você quer falar sobre problemas técnicos. Agora digite seu código NET composto por 12 algarismos ou o número do seu CPF.

000/XXXXXXXXX

– Obrigado. Por favor aguarde enquanto localizo seu cadastro……..Encontrei. Mais um instante e um de nossos colsultores irá atendê-lo. (música idiota….+ música idiota….)

………….

– Bom dia, Beringela falando. Em que posso ajudá-la?

– Beringela, eu estou sem conexão com a Internet. Já é a 4ª ou 5ª vez nessa semana!

– Um momento por favor enquanto verifico se está tendo algum problema na sua região.

-……………………

– Não estou verificando nenhum problema. A senhora está na frente do seu computador?

– Sim.

– Pode desligar, por favor?

– O computador?

– Isso.

– Um momento. Vou desligar aqui……pronto.

– Agora desligue seu modem, retirando o fio da tomada.

– Caramba! …. pronto! (grunf…grunf)

– Agora vamos aguardar 10 segundos.

– …..(grunff)….

– Reinicie o computador por favor.

– Tô reiniciando. Moça pra que isso? Essa é uma ligação paga não é ? Não pode agilizar isso? Além dessa mensalidade super cara, gasto um monte de dinheiro com telefonema cada vez que tenho um problema aqui ligando e desligando essa joça. E mesmo que já tenha feito isso, vocês mandam fazer de novo.

– Precisamos realizar esses procedimentos para que eu possa fazer um teste aqui. O computador já reinicializou?

– Não! O Windows demora pra carregar……..agora sim

– Pode ligar o modem por favor?!

– ….liguei.

– Um momento…..

E por aí vai. Um atendimento na NET demora em média entre 5 e 6 minutos e nem sempre o problema é resolvido. Ás vezes a moça resolve que precisa mandar um técnico em nossa residência e lá se vão mais preciosos e caros minutos ao telefone.

Felizmente tenho amigos e um deles me mandou hoje a seguinte informação: A Net tem dois números para ligações gratuitas que não são informados nem no site nem na fatura que a empresa manda pra gente.

Anotem aí: 0800 7210029 (NetFone) e 0800 7010358 (NetVirtua).

Liguei de São Paulo e conferi. É verdade mesmo!!!! Quem puder divulge a informação e quem sabe eles comecem a agir com um pouco mais de transparência  e respeito!

Cena 1: Srª Gerimum em sua residência cuidando da vida. Toque de telefone…

– Alô…

– Alôoouuuu!!!! Eu gostaria de falar com a Srª Gerimum!!

– Quem está falando?

– Aqui é Abobrinha da Rede de Hotéis Pararãããnnn.

– Pois não Abobrinha.

– Srª Gerimun, o motivo do meu contato é para convidar o casal para um evento de lançamento ….

– Err… o casal não vai dar. Só se vc fizer aí uma sessão espírita porque sou viúva tem mais de 10 anos!! Seu cadastro está totalmente desatualizado!

– Ahhhh….SESSÃÃÃÃÃOOOOO ESPÍÍÍÍÍÍÍÍÍRITAAAAA!!?!?!?!?!!! A Srª é muito mal educadaaaaaa!!!!!!

– Mal educados são vocês que não atualizam esse mailing e ainda vêm me aborrecer em casa!

err…….desligou. Acho que nem me escutou ficando brava….

Cena 2: Por volta de 8 horas da manhã. Srª Gerimum dormindo. Toque de telefone…

– Alô.

– Bom diia!! Eu poderia estar falando com a dona da casa?

– Quem está falando?

– Meu nome é Alface e sou do Banco Frróóóínnnnssss.

– Pois não.

–  Srª Gerimum eu estou ligando para comunicar que a senhora tem um  crédito pré-aprovado no valor de R$8.520,00 no nosso Banco!!

– É mesmo? E o que preciso fazer pra pegar e gastar esse dinheiro?

– A Srª precisa apenas se dirigir à uma de nossas agências trazendo todos os seus documentos mais comprovante de residência, cópia do Imposto de Renda e um comprovante de rendimentos.

– E pra quê? Não tá pré-aprovado??

– Sim, mas para liberar o valor precisamos fazer o seu cadastro..

– Sei….olha moça, eu já sou cliente de um banco e estou bem satisfeita. Por favor tire meu nome aí da sua lista de contatos.

– Estarei tirando agora mesmo.

– Obrigada e tenha um bom dia.

A mesma cena se repetiu várias vezes sempre entre 8 e 9 da manhã, com diferenças sutis, do tipo ” a senhora foi escolhida”, “a senhora é uma cliente preferencial”, etc, até que resolvi adotar uma técnica diferente. Deixei a moça dizer tudo que queria e respondi:

_ Olha moça, eu tinha dito que não queria esse dinheiro mas mudei de idéia. Quero sim porque fiquei com meu nome sujo no SPC, estou sem crédito, desempregada, estourei meu cartão e não pretendo quitar nenhuma dessas dívidas. Então esse dinheiro vem em boa hora né?! Vou passar na agência pra pegar e sair gastando… vi uma TV de última geração que tô doida pra comprar!!!!

– Errrr..mas a senhora está com o nome protestado???

– Tô!!!! Mas vocês são tão gentis, me acham especial e preferencial! Insistem tanto em me ter como cliente que me sinto na obrigação de ir aí agora mesmo!!!!!! Obrigada por me ligar!

……nunca mais ligaram.

« Página anterior